quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Obama critica planos de igreja dos EUA de queimar livro sagrado do Islã


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, classificou de "destrutivo e perigoso" o plano de uma igreja do Estado da Fórida de queimar exemplares do Alcorão, o livro sagrado dos muçulmanos, no próximo sábado, data de aniversário de nove anos dos atentados de 11 de setembro de 2001.

Em entrevista ao canal ABC, Obama disse que a queima pode incentivar uma onda de recrutamento das organizações islâmicas radicais.

- Podem ocorrer graves atos de violência em lugares como o Paquistão ou o Afeganistão. Isso pode aumentar o recrutamento de indivíduos que desejam se explodir em cidades americanas ou europeias.

A Dove World Outreach Center, pequena igreja da Flórida liderada pelo pastor Terry Jones, vem ignorando as críticas mundiais e mantém seus planos de queimar em torno de 200 exemplares do Alcorão.

Apesar das condenações feitas por funcionários americanos, militares e líderes religiosos mundiais, Jones informou vai queimar livros sagrados do islã no aniversário dos ataques de 11 de setembro.

- Nós sentimos que essa mensagem é importante. Nós ainda estamos determinados a fazê-lo, sim.

O pastor disse que a mensagem da igreja é destinada aos radicais do islã.

- Nós queremos que eles saibam que, se estão na América, precisam obedecer nossas leis e a Constituição e não empurrar lentamente a agenda deles sobre nós.

Fonte: http://noticias.r7.com