sexta-feira, 20 de agosto de 2010

UM CASAMENTO FELIZ

UM CASAMENTO FELIZ
PARTE VI
Amor sem Reservas


O amor – genuíno, sincero que persiste em todas as provas,um esposo e uma esposa devem amar-se um ao outro com tipo de amor sem reservas que os leva a honrar um ao outro, a estimar um ao outro, a considerar o bem estar do outro acima do bem estar próprio, e a permanecer ao lado do outro atráves dos altos e baixos, das subidas e descidas que ocorrem em toda vida matrimonial.
A Bíblia ordena especificamente ao esposo para amar a sua esposa “maridos, amai vossas esposas, e não as trateis com amargura” COLOSSENSES 3.19

Espera também da esposa que ela ame ao seu marido. Você se lembra que as mulheres idosas de Creta foram admoestadas a que instruam as jovens casadas a “amarem a seus maridos” TITO 2.4

O amor entre o marido e a esposa que cresce através dos anos de um casamento, não ocorre automaticamente com a repetição dos votos ou o uso de uma aliança. O amor precisa ser cultivada! A medida que o tempo passa, eles aprendem que o amor tem uma dimensão mais profunda e prática do que apenas o aspecto romântico. Eles descobrem que devem cultivar o amor!
O padrão bíblico do amor cristão está descrito em I CORÍNTIOS 13:"AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor."


Isto deveria ser a descrição de seu amor pelo seu cônjuge. O amor deveria expressar através da paciência, da bondade, da confiança e da esperança na sua vida diária.você não deveria esperar até que se apresente uma crise. Os princípios do amor cristão deveriam ser experimentados de forma mais forma mais profunda, mais genuína e mais frequente pelo homem ou pela mulher que você escolheu como seu companheiro(a) de casamento.

“Mas espere um minuto”, você dirá “eu estou fazendo a minha parte mas meu cônjuge não está fazendo a sua. Você quer que eu continue a amá-lo quando ele por sua vez não me ama?”

É difícil amar quando parece que ele flui somente numa direção. É difícil quando você é o único(a) em dar, em sacrificar, em persistir. É difícil quando o ego de seu cônjuge o seu orgulho ou o seu egoísmo não retribui o seu amor. Você está pronto(a) a desistir.

Se você está pensando desta forma, talvez será de ajuda pensar sobre o SENHOR JESUS CRISTO. Se alguma vez alguém teve toda a razão para deixar de amar, então era Ele. Mas Ele nos amou sem reservas, mesmo ao ponto de morrer na cruz em nosso lugar. Este é o tipo de amor que nós deveríamos ter.